Writting

Para uns ela é um furacão,

Para ela, apenas tentando ser ela mesma, tentando ser feliz.

Antigamente, para eles ela era a calada.

Hoje todos estão de boca aberta com o novo ‘ela’…

Falsa, metida, esquisitona…

Tudo isso ela já ouviu e não gostou.

Teve de aprender a ouvir, a lidar, a engolir,

Os sapos, os julgamentos por eles feitos.

Todos eles, julgaram, apontaram, cochicharam…

Mas naquele tempo, ela não merecia isso,

Eles sim mereciam isso, mereciam aquilo,

Mas quem era ela para dizer o que eles deixavam ou não de merecer?

Hoje em dia as palavras já ditas por eles,

Já não servem mais a ela, não cabem mais…

Aquela esquisitona, quietona, carrancuda, se foi!

Disse adeus e partiu…

Mudou!

Na verdade, não mudou, apenas se abriu,

Se mostrou. Deixou que o seu verdadeiro intimo, transparecesse!

Perdeu o medo de não ser aceita,

Há essa altura do campeonato também…

Quem tinha que aceitar ou não, já o fez.

Hoje ela fala o que pensa, age como quer e faz o que quer.

Faz tudo isso, sem se esconder, mas sem perder a classe.

Já não fica mais só nos pensamentos, hoje ela age. Reage.

Desbanca e cala ‘aqueles’ do começo da história.

Que se meteram, se intrometeram sem ao menos conhecê-la,

Sem ao menos se dar ao trabalho de olhar nos olhos e dizer:

Oi, como vai você?

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s