Audrey Kathleen Ruston

Hello Everybody!!

Reconhecem esse olhar?

pri

Gente eu não sei vocês, mas eu acho a Audrey Hepburn tão fofa, e tão linda! E os olhos de gatinho que ela tinha *-*

Como eu não nasci e nem vivi na época em que ela viveu e fez sucesso com seus trabalhos, então ficamos só na imaginação de como ela realmente era. Mas para quem não sabe de seus passos na fama, aqui vai uma pequena introdução de quem ela foi, o que fez e por que se tornou um ícone feminino.

Juro que eu não sabia que ela tinha vivido tanta coisa.

seg

Audrey Kathleen Ruston, mais conhecida como Audrey Hepburn, nasceu no dia 4 de Maio de 1929 – sim, ela era do signo deTouro! Falava fluentemente 5 línguas, francês, italiano, inglês, neerlandês – língua holandesa – e espanhol.

Caramba!!

3

Filha única de Joseph Anthony Ruston e a terceira filha de Ella van Heemstra. Já nascida em berço de ouro por ter um pai banqueiro e uma mãe baronesa holandesa, Audrey era descendente de reis ingleses e franceses.

4

Quando a pequena Audrey tinha apenas 9 anos de idade, seus pais se separaram e para sua infelicidade, sua mãe a manteve afastada das brigas familiares que aconteciam frequentemente, e assim, a menina foi enviada para um internato na Inglaterra. Neste internato, Audrey procura um passatempo, um hobby, para manter-se ocupada e não sentir saudades de casa, e assim ela se apaixona pelo Ballet Clássico.

4

Algum tempo depois, com Hittler no poder da Alemanha, dá-se início a Segunda Guerra Mundial, e a Inglaterra declara guerra à Alemanha, e Ella é forçada a tirar Audrey do internato. 

Audrey não queria de jeito nenhum sair da Inglaterra naquele momento, onde ela se dedicava cada dia mais ao ballet, mas sua mãe, temendo ficar longe da filha, a leva para Holanda, onde ela esperava encontrar um pouco de paz para ficar com seus filhos.

Porém, como já era de se esperar, a Holanda também teve seus contratempos e acabou entrando para a guerra com a invasão nazista, e a vida da família de Audrey passou por momentos difíceis e de necessidade.

Durante a guerra, ouve movimentos de resistência por parte de alguns grupos, onde defendiam suas causas, resistindo às ordens de soldados e à repressão. E alguns de seus familiares faziam parte desses movimentos, e por isso Audrey passou por momentos muito complicados, vendo muitos de seus parentes serem espancados à sua frente. 

Também fora proibida de praticar a dança, pelo próprio governo da época, onde muitas práticas artísticas,foram praticamente banidas. Assim, Audrey frequentou muitas aulas de ballet clandestinas.

Finalmente a guerra teve seu fim, e Audrey e sua mãe puderam retornar ao Reino Unido, onde a moça deu continuidade ao ballet clássico, entrando para a escola de dança Marie Lambert. Mas logo se desiludiu, sendo desencorajada pela própria professora que dizia que Audrey não tinha talento para se tornar uma bailarina de sucesso. 

Que professora carrasca!

carrasca

Desanimada, Audrey foi tentar a vida como modelo fotográfica, já que era alta e muito bonita, garantindo assim o seu sustento. E foi nesse meio, que ela se interessou pela arte de atuar. Logo foi atrás disso e conseguiu uma oportunidade de participar no documentário, ‘Dutch in Seven Lessons’, abrindo assim, as portas para o mundo do cinema.

No ano de 1952, Audrey viaja para a França para a gravação da comédia, ‘Monte Carlo Baby’ e nessa viagem, ela conhece a escritora Collette, que a oferece um papel em uma peça da Broadway, ‘Gigi’.

Logo depois, em 1953, Audrey estava no longa ‘A Princesa e o Plebeu’, ganhando o oscar de melhor atriz e também se tornando a queridinha de Hollywood!

A fama chegou para ela meu bem! HAHAHA

cin

Durante sua temporada na Broadway, conhece seu primeiro marido, Mel Ferrer, que se casaram em 1954. Anos de casamento, e Audrey não tinha tido nenhum filho, sofreu vários abortos, mas nunca desistindo de ser mãe um dia. E esse dia chegou em 1960, quando nasce o primeiro filho do casal, Sean.

Depois de um ano e meio em casa, cuidando carinhosamente de seu amado e tão esperado filho, Audrey volta às telonas com o filme ‘Bonequinha de Luxo’, ou em inglês ‘Breakfast at Tiffany’s’, seu papel de maior destaque em toda sua carreira, papel que a transformou em um ícone feminino e da moda, e pelo qual jamais seria esquecida. Personagem também que a fez ganhar seu quarto Oscar.

boneqin

Em 1963, teve papel de destaque no musical ‘My Fair Lady’, onde interpretava Eliza Doolittle. Mas o que muitos não sabem, é que Audrey não tinha tanto talento para cantar, sendo assim a voz usada para Eliza, não era a de Audrey!

Alguns anos depois, em 1968, seu casamento com Mel Ferrer, vem ao fim. Decidiu então parar de atuar e se casou depois de seis semanas do divórcio, com o psiquiatra italiano, Andrea Dotti.

haha

Em 1970, nasce seu segundo filho, Luca Doti, onde morou por um ano em Roma com sua nova família, mas depois desse tempo, se mudou para a Suíça.

Voltou a atuar em 1976 no filme ‘Robin e Marin’, e em 1980, pede o divórcio de seu segundo marido. Neste período, atuou no filme ‘A Herdeira’, onde conheceu seu grande amigo Robert Wolders, e viveram juntos até a morte de Audrey.

No ano de 1987, Audrey, por ter sido vítima da guerra e só ter conseguido alimento, na época, com a ajuda da UNICEF, se tornou então, Embaixatriz da fundação. Durante todo o ano seguinte, ela passou viajando por diversos países.

Seu último papel no cinema, no ano de 1989, foi uma participação especial em ‘Além da Eternidade’. Passando o resto de seus anos, fazendo a diferença na UNICEF, promovendo palestras, visitando e ajudando países e ao próximo. 

au

uni

No ano de 1963, foi diagnosticada com câncer de apêndice, doença que se espalhou por seus outros órgãos :/

Exatamente no dia 20 de Janeiro de 1963, na Suíça, Audrey deixou este mundo, ao 63 anos de idade, com muita bagagem artística e cultural, e deixando seu legado de atriz e elegância no mundo, até os dias de hoje.

fim

Gente, eu não sabia de toda essa historia de vida e de luta da Audrey, e agora a admiro mais.

Para quem se interessou, em 2000, um filme que conta sua história foi lançado, ‘The Audrey Hepburn Story’.

Se eu achar um link bom, volto aqui e posto para vocês.

Espero que tenham gostado!

bye

~xoxo~

Anúncios

Um comentário sobre “Audrey Kathleen Ruston

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s