A doença do século…

Hello everybody tudo bom com vocês?

Hoje venho falar de um assunto muito importante, muito polêmico e que atinge milhares de pessoas ao redor do mundo todo – até eu já fui vítima – a depressão.

Não estou aqui falando ‘dela’ em plena segunda feira de sol porque quero deixar todos vocês preocupados, mas porque assisti um vídeo explicativo da doença que achei muito interessante.

1

Gosto de pensar que quem entra no meu blog, possa ter a chance de aprender um pouquinho que seja sobre os conteúdos que posto, e essa doença é sempre um tabu para muita gente.

Vários conhecidos ou até amigos próximos, acham que depressão é frescura, ou acreditam que se a pessoa está com a doença ela tem que ficar trancada em casa sem dar um sorriso no dia. E aí é que está o grande erro, a maioria dos pacientes convivem em sociedade normalmente, podendo passar anos ao lado de pessoas super bem e contentes, e ninguém nunca ficará sabendo que ele ou ela, é depressivo, pois é uma doença onde a pessoa tenta de todas as maneiras, passar a imagem de que está bem e tudo está sob controle, quando na verdade não está.

Sempre lembrando que a palavra ‘depressão’, embora seja usada como sinônimo de tristeza, tem pouco a ver com esse sentimento.

E por sofrer preconceito, milhares de pessoas demoram a procurar um profissional, pensando que os sintomas que estão causando esse mal são sentimentos da vida normal de qualquer ser humano, como a tristeza, desânimo, indiferença e insônia. O que na realidade são sentimentos normais e corriqueiros, mas que com o amanhecer do sol isso vai embora, mas com a depressão não é assim. Esse sentimento pode até passar no dia seguinte, mas em menos de 24 horas eles irão voltar, e irão te incomodar e impedir que você faça as coisas que sempre fez, com o mesmo prazer de antes.

E todos esses sintomas e sentimentos confusos, passam a fazer parte da doença do século, a depressão.

2

É importante saber que não existe uma causa específica para a doença. Pessoas bem sucedidas, com saúde boa e ‘realizadas’ na vida estão sujeitas à doença tanto quanto pessoas que não tem uma boa estrutura familiar, passam por dificuldades ou estão enfrentando um luto por exemplo.

Não existe um perfil de pessoas que possam ter depressão. Qualquer um está sujeito.

A depressão pode também atacar crianças. Quando penso nisso fico morrendo de dó em imaginar que existem crianças que estão passando por isso, e muitos pais e familiares nem sabem que os pequenos estão nessa situação. Acham que é normal, da idade.

Devemos lembrar que as crianças estão aprendendo sobre a vida, sobre os sentimentos e comportamentos. Estão aprendendo a ser quem nasceram para ser, e por isso quando uma criança está com sintomas da doença, ela tende a pensar que aqueles sentimentos fazem parte dela, que aquilo tudo que está passando em sua cabecinha, é normal.

Um adulto ou um adolescente já sabe dar nome às suas emoções, mas uma criança não. Os responsáveis precisam estar atentos aos sinais que os pequenos passam. Por exemplo, quando se sentem inseguros, choram com frequência e sem saber o real motivo, não querem se separar de seus pais ou da companhia de alguém que lhes passe segurança e conforto. Como não sabem definir seus sentimentos, acabam sentindo os efeitos no físico, reclamando de dores de barriga e de cabeça com uma frequência alta.

3

Estamos vivendo em um mundo onde a tecnologia está passando em cima dos ‘relacionamentos reais’, onde vivemos conectados o tempo inteiro e esquecemos de olhar ao nosso redor e conversar olho no olho com as pessoas. As crianças nascidas até mais ou menos uns dez ou doze anos atrás, hoje estão viciadas e ligadas o tempo inteiro nas tecnologias, e os jogos eletrônicos se tornaram – para crianças em depressão – uma forma de se esconder da realidade.

Quem está enfrentando a doença ou tem alguém próximo que está passando por essa situação difícil, tente se ajudar e ajudar quem está ao seu lado, deixe qualquer tipo de preconceito de lado e tente viver a vida da melhor maneira possível, mesmo às vezes sendo difícil.

Para quem quiser entender a doença de forma mais simples, assistam o vídeo feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Lutar contra esses sentimentos da depressão é uma das coisas mais difíceis que já tive que fazer. Imagine um ‘dementador’ do Harry Potter ao seu lado sugando toda sua energia, vontade de viver e felicidade? É mais ou menos assim.

 

4

Espero que tenham gostado!

~xoxo~

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s