Barnaby Brocket

Hello everybody, tudo bom com vocês?

Faz tempo que não faço resenha literária aqui no blog? Faz!
Então se você gosta de livros, se prepara porque vem por aí muitas resenhas hehehe

Com o recente aniversário de 15 anos do site Submarino e com a última Bienal do Livro em São Paulo, acabei comprando bastante coisa, bastante livro na verdade, porque quem gosta de ler não resiste a uma boa promoção não é mesmo?

O último que li foi ‘A coisa terrível que aconteceu com Barnaby Brocket’ do autor John Boyne o mesmo de ‘O Menino do Pijama Listrado’. Quando li o livro do pijama, já virei fã do John, e desde então tenho na minha wishlist de livros, vários títulos do autor. Mas como as obras dele tem um preço um pouco salgado, demorei a comprar. Mas… vieram as promoções e comprei três livros dele!

Só depois da compra é que percebi que foi publicado pela Companhia das Letrinhas, o que significa que o livro é infantil, ou infanto-juvenil, não sei…mas mesmo assim não me importei com isso, porque gosto mesmo é de ler, e ler coisa boa. Adoro quando é pra criança porque faz o leitor se aproximar mais das coisa simples e puras.

foto

“A família Brocket tinha muito orgulho de ser perfeitamente normal. Alistair, Eleanor e seus dois filhos moravam numa casa normal, num bairro normal, onde faziam coisas normais, sempre evitando que algo fora do comum pudesse acontecer. E assim levavam uma vida pacata e sem sobressaltos – até o dia em que Barnaby Brocket veio ao mundo.

Bastou o caçula nascer para todos perceberem que ele era um pouco diferente: logo que se separou do corpo da mãe, o bebê foi parar no teto do hospital… Ele flutuava! E aquela incapacidade de ficar com os pés no chão, que no começo parecia apenas uma esquisitice de criança, com o tempo se transformou num verdadeiro problema para seus parentes. Afinal, como seria a reação dos vizinhos quando descobrissem essa peculiaridade do filho mais novo dos Brocket? Barnaby virou motivo de vergonha.

E depois de longos oito anos, quando o caso parecia não ter mais solução, Alistair e Eleanor decidem dar um ponto final nesse sofrimento. O garoto é abandonado à sua própria sorte e começa a flutuar sem destino. Mas, assustado e surpreso com o que tinha acabado de acontecer, Barnaby mal sabia que esse era apenas o começo de uma viagem pelo mundo, em que conheceria lugares impressionantes e pessoas muito especiais – que, como ele, não eram tão normais assim.”

2

Quando li a sinopse fiquei muito animada e me pareceu muito divertido, e realmente foi. Barnay é um garoto muito legal e muito esperto para seus oito anos, apesar de ele nunca ter frequentado uma escola de verdade.

A história é muito leve e é muito fácil ler em um dia o livro todo, terminei muito rápido, mas quando ia chegando próximo do fim eu não queria que acabasse, e guardava um pouquinho para o dia seguinte.

A família de Barnaby, me lembrou muito os Dursley, tios de Harry Potter, porque eles abominavam qualquer coisa que fugisse de uma realidade ‘normal’, que na verdade nunca existiu, pois cada pessoa tem sua concepção do que é ou não normal certo?

No começo do conto, Eleanor, mãe de Barnaby, se mostra uma verdadeira mãe sem coração, parecia que não tinha amor pelo próprio filho recém nascido e que precisava de seus cuidados, e isso tudo por ele ser diferente dela.

Boyne, passa uma mensagem para as crianças e para quem estiver lendo essa história, de que é normal ser diferente. Ele coloca em seu texto, de forma sútil e leve, que muitas crianças talvez nem percebam, temas que para muitos é algo inaceitável, como por exemplo, a opção sexual de cada um, gravidez na adolescência e o preconceito.

‘Flutuando mundo a fora’ Barnaby conhece pessoas tão diferentes de seus pais e dele mesmo, e percebe que nada nem ninguém nesse mundo é igual e nenhum ser humano segue um padrão físico ou de comportamento, e que ser assim ou assado não é errado, é normal, é comum.

John usa de uma linguagem simples e engraçada, prendendo o leitor a cada capítulo e encantando a cada página. Posso dizer que ao final da história de Barnaby, fiquei até emocionada e me sentindo leve. É algo que nos faz refletir, sobre nós mesmos, nossos comportamentos e a sociedade de forma geral.

1

Com certeza, este, está entre um dos meus livros favoritos de agora em diante.

E vocês, já leram a história de Barnaby? Estão curiosos?
Para quem quiser comprar, na submarino está com preço ótimo.

 

Espero que tenham gostado!

~xoxo~

Anúncios

4 comentários sobre “Barnaby Brocket

  1. Queria muito saber pq os livros dele aqui são tão caros! Amei a resenha, e super não sabia que o livro era mais infantil. E sério, depois que eu li que o John Boyne escreveu O Menino do PJ Listrado em, sei lá, uma semana (nem sei se é isso mesmo hahahahaha) fiquei morta com o talento do cara! Quero mto ler

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Nah (: O John tem um talendo muito especial mesmo, ele é um ser privilegiado, porque sério, a forma que ele escreve é sensacional. Deveriam fazer mais filmes dos livros dele, eu ia amar!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s