A Guerra que Salvou a Minha Vida

Heeeey folks! Como vão vocês? Faz tempo que não dou o ar da graça por aqui não é mesmo? Tanta coisa acontecendo e com a cabeça tao cheia de pensamento que não estava conseguindo colocar o blog em dia, muito menos escrever – dark moments!

Hoje então, venho com mais uma resenha literária para quem gosta de uma boa leitura – esse ano li mais livros do que fiz resenha confesso, mas aqui está mais uma para quem quiser ler.

O livro da vez é da autora norte americana Kimberly Brubaker Bradley – ‘A Guerra que Salvou a Minha Vida’. Primeiro livro que tenho em mãos desta autora e já posso dizer que adorei o jeito leve que ela escreve, super fácil de ler e muito rápido.

Eis a sinopse,

“Ada tem dez anos (ao menos é o que ela acha). A menina nunca saiu de casa, para não envergonhar a mãe na frente dos outros. Da janela, vê o irmão brincar, correr, pular – coisas que qualquer criança sabe fazer. Qualquer criança que não tenha nascido com um “pé torto” como o seu. Trancada num apartamento, Ada cuida da casa e do irmão sozinha, além de ter que escapar dos maus-tratos diários que sofre da mãe. Ainda bem que há uma guerra se aproximando. Os possíveis bombardeios de Hitler são a oportunidade perfeita para Ada e o caçula Jamie deixarem Londres e partirem para o interior, em busca de uma vida melhor.”

Claramente, mais um livro que se passa durante a Segunda Guerra Mundial. Aproveitando o tema para esclarecer aqui um detalhe. Adoro livros que abordam esse tema por girar em torno de um fato histórico que realmente foi horrível, foi péssimo, mas ao mesmo tempo que todo o horror acontecia – o maior da história da humanidade – coisas boas também aconteciam no meio do caos, como pessoas salvando judeus das atrocidades cometidas por soldados, crianças sendo salvas e muitas pessoas que sobreviveram e nos deixaram um legado a ser passado a diante. Pronto, esclarecimento feito. Bora continuar.

Começando pela capa dura que imita uma montagem de retalhos, que é apenas muito fofa, e acompanhada de uma fitinha para marcar as páginas. Adoro quando os livros tem esse cuidado na apresentação, vocês também curtem?

A história é construída com personagens muito bem criadas e com características marcantes, o que faz com que lembremos bem de cada um deles mesmo no começo do conto quando ainda não decoramos os nomes de cada um. Nos primeiros capítulos conhecemos mais a vida de Ada e confesso que fiquei com olhos marejados pela relação que ela tem com sua mãe – sem spoiler, acalmem-se – e quando a guerra estoura e as crianças começam a serem mandadas para longe da cidade grande para viverem com famílias de apoio, Ada e seu irmão caçula acabam recebendo uma segunda chance de sobrevivência e de uma vida completamente diferente da que eles conheciam até então.

Do começo ao fim do livro, temos a sensação de que as crianças estão em inconstância, com as voltas que a vida dá. Desde quando deixaram Londres até chegarem ao interior, não sabemos se eles se darão bem ou se sofrerão nas mãos de pessoas preconceituosas e mesquinhas. É um constante sentimento de montanha russa, mas somente lendo até o final para sabermos o desfecho claro – não vou contar pra vocês, calm down!

Com a escrita fluída e super leve de Kimberly, eu fui lendo um capítulo atrás do outro sem ao menos perceber, de tão envolvida e intrigada que fiquei com o livro. E claro, se apaixonar pelos personagens é mais fácil do que cair no sono em um dia chuvoso.

Toda a historia é contada em primeira pessoa, narrada por Ada e acredito que por isso é muito mais fácil de terminar tudo bem rapidinho. Uma leitura leve e que com certeza está no meu TOP favoritos do tema. E vocês já leram ‘A Guerra que Salvou a Minha Vida’? Me contem o que acharam!

Comprei o meu exemplar do livro na Leitura, mas na Amazon está bem mais barato!

Espero que tenham gostado!
˜xoxo˜

Foto:Reprodução

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s